Há muito tempo, a frase do matemático londrino especializado em ciência de dados, Clive Humby, ecoa por entre as lideranças de diversos segmentos de mercado afirmando que "os dados são o novo petróleo". De fato, os dados podem trazer muita vantagem competitiva aos negócios, se usados de forma inteligente.

Não à toa, muitas soluções desenvolvidas para o mercado de indústrias visam, claro, atender uma necessidade específica deste segmento, mas também trazem embarcada uma inteligência com foco em dados para garantir valor à oferta.

Esse é o caso da Ultragaz Empilhadeiras. A solução de pitstop para abastecimento foi desenvolvida para abraçar uma das grandes dores quando o assunto é empilhadeiras movidas a gás: segurança dos operadores.

Com seu sistema de intertravamento, a solução assegura que o processo de abastecimento seja iniciado apenas quando todos os engates estão devidamente acoplados.

O mesmo bloqueio vale também para quando o responsável habilitado para fazer o processo é devidamente identificado pelo sistema.

A solução para abastecimento de empilhadeira GLP da Ultragaz vai além dessa questão de segurança e ajuda negócios na tomada de decisão assertiva e, principalmente, em gestão operacional e de custos por meio do monitoramento e da extração de insights através de dados.

Como o monitoramento e extração de dados é possível? 

O sistema da Ultragaz Empilhadeiras consegue realizar o monitoramento de dados e a extração de insights por meio de registros realizados durante os abastecimentos feitos com a solução.

No primeiro nível de segurança, o operador da empilhadeira retira a chave do contato para, então, poder passar o chaveiro RFID no leitor do pitstop.

"É isso que permite identificar se o operador é capacitado, em primeiro lugar, e se o veículo foi homologado", explica Rennan Ohira, consultor de desenvolvimento de produtos na Ultragaz.

Assim que o operador dá entrada no abastecimento da empilhadeira GLP, o sistema registra o ID do funcionário responsável pelo processo em si e também outros dados críticos como: ID da máquina, a qual setor o operador está vinculado e o volume total de gás utilizado para abastecer uma carga específica.

Veja abaixo quatro insights que indústrias conseguem extrair cruzando esses dados do sistema da Ultragaz, fazendo com que a operação com empilhadeiras GLP seja gerenciada de maneira segura e inteligente.

1) Divisão de custos

Sim, é possível dividir custos com a Ultragaz Empilhadeiras.

Para indústrias ou centros de distribuição com muitas unidades de negócio (também chamadas de business units, ou BUs), uma das maiores dificuldades envolvendo a gestão de empilhadeiras é o monitoramento de consumo de cada setor e, consequentemente, a divisão de custos.

No geral, como não há um sistema que consiga realizar tal divisão, os setores acabam compartilhando um orçamento que não é necessariamente o que eles de fato consumiram.  

"É comum encontrarmos um cenário com muitos centros de custos separados por setor, com gerentes distintos responsáveis por cada um deles e, inclusive, com contas contábeis completamente diferentes", observa Ohira.

O executivo complementa que quando não há uma alocação de custos adequada, não é possível saber com precisão o que é custo de produção, o que é custo de movimentação de carga, entre outros. "A situação pode ficar fora de controle." 

O sistema da Ultragaz Empilhadeiras vem justamente para separar o que é de cada setor, otimizando esse processo. "Quando conseguimos saber qual área está consumindo mais ou menos, consegue-se fornecer subsídio para uma tomada de decisão assertiva." 

Leia também:

2) Custo por unidade produzida

Ainda dentro da gestão de custos, há um outro elemento que pode ser identificado quando há um monitoramento adequado das informações.

Uma vez que entende-se os custos que existem em relação ao abastecimento de uma empilhadeira GLP, também consegue-se incluir tais dados nos gastos gerais que compõem um produto produzido.

Ohira utiliza como exemplo uma indústria que trabalha com produção de canetas, que é um item de valor unitário baixíssimo.

"Saber com precisão o custo unitário dentro da unidade de produção ou de expedição ajuda a ter o valor do custo específico por unidade produzida. Assim, ter um sistema que otimize esses valores dentro desses frames faz total sentido e o sistema ajuda a alocar tais gastos", explica Ohira.

Dessa forma, o negócio não apenas visualiza valores reais de produção. Também é possível trabalhar com esse dado na hora de gerenciar o negócio, podendo reduzir custos ou até mesmo ajustar a margem de lucro.

3) Manutenção preventiva

Ohira argumenta que a Ultragaz Empilhadeiras, uma vez alimentada com dados, desenvolve uma espécie de "big data do abastecimento".

Assim, o sistema da solução também entrega insumos para a realização de uma manutenção preventiva – e não reativa, como ocorre na maioria das operações com empilhadeira GLP –, o que também traz mais segurança e acaba impactando em custos no médio prazo.

"Se a produção consome três vezes mais que a expedição, por exemplo, dá até mesmo para extrair outros insights do sistema, como entender se a primeira área está precisando de uma segunda empilhadeira", completa.

4) Compliance e transparência

O capital humano na operação de empilhadeira GLP é o item mais essencial e relevante para a operação – e também o mais frágil.

Dessa forma, qualquer incidente pode causar danos irreparáveis. É também por isso que incrementar a segurança para evitar acidentes se faz tão necessária.

Em se tratando de uma operação com nível de periculosidade elevado como a com empilhadeira a gás, o negócio é juridicamente obrigado a apontar um operador habilitado para realizar o abastecimento do veículo.

Isso porque, além de treinado para realizar tal tarefa, o operador também acaba recebendo um valor adicional regulamentado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Se há o monitoramento do operador, as garantias também estão asseguradas – o que é um ganho para o funcionário, sabendo que ele poderá ter o registro do seu trabalho realizado.

Mas também há ganhos para o negócio, que consegue endereçar questões relacionadas a possíveis desavenças jurídicas.

Como consequência indireta, o aumento na segurança reflete também na redução de custos do negócio, visto que maior proteção significa mitigar sinistros.

"Isso também reflete na redução do custo da apólice de seguro, porque quanto maior o nível de segurança identificado, menor a chance de acontecer um acidente", diz Ohira.

Viu como o uso inteligente de dados pode impactar positivamente a sua operação como um todo? Agende uma conversa com um de nossos especialistas e saiba como como a Ultragaz Empilhadeiras pode atender às necessidades e a realidade da sua indústria.

À esquerda, a foto de uma empilhadeira amarela; à direita está o texto: "quer conhecer a solução Ultragaz Empilhadeiras? Solicite uma visita técnica da Ultragaz"