A escolha do forno de pizza e do energético que irá abastecê-lo é uma decisão estratégica para qualquer pizzaria, seja com salão ou apenas delivery. Afinal, essa dupla tem papel fundamental para garantir o sabor da pizza e a eficiência na produção.

Com um pacote que contempla equipamento e abastecimento de GLP a granel, a Solução Fornos de Pizzaria, desenvolvida pela Ultragaz, é uma excelente opção para quem está montando ou modernizando o estabelecimento. A Ultragaz é responsável pelo fornecimento do gás e indica fornecedores parceiros para aquisição do forno de pizza.

“O objetivo é proporcionar comodidade ao empresário, que pode ter pacotes a preços atrativos e oferecer uma pizza de alta qualidade a seus clientes”, destaca Julio Oliari de Toledo, consultor de Desenvolvimento de Soluções da Ultragaz.

Opções de forno de pizza

A solução contempla modelos de forno de pizza a gás no formato iglu e também do tipo esteira. O forno formato iglu, feito em alvenaria, tem uma estética parecida com a dos fornos a lenha tradicionais. Para quem já possui um modelo iglu a lenha é possível fazer a conversão para o uso de GLP.

Já o forno esteira é opção de baixo consumo de gás e alta produtividade, com capacidade para assar até 60 pizzas (de 35 cm de diâmetro) por hora. 

Atualmente, entre os parceiros da Solução Fornos de Pizzaria estão grandes fabricantes, como JJAC, Venâncio e Lucena.

Gás x lenha

Na comparação com a lenha, tradicionalmente utilizada na produção de pizzas, o gás GLP é um energético com baixa emissão de poluentes. Além da produção de fumaça, o que pode ocasionar reclamações da vizinhança e multas, a lenha também ocupa espaço para armazenamento e requer cuidados na higienização e no manuseio, exigindo investimentos adicionais para controle de pragas, insetos e roedores.

O forno de pizza a GLP tem maior produtividade, e um forneiro consegue operar sozinho até quatro equipamentos, enquanto o forno a lenha exige um profissional para cada unidade. O GLP a granel não necessita de espaço para armazenar nem ocupa área interna do forno; a lenha preenche 10% da área interna de um forno iglu. 

O forno de pizza que utiliza GLP tem rápido aquecimento, levando de 20 a 45 minutos (dependendo do modelo), enquanto o aquecimento do forno a lenha leva, em média, 1h15. Em um dia de pouco movimento, com salão vazio ou telefone do delivery tocando pouco, o estabelecimento pode simplesmente desligar o forno a gás e economizar, o que não é possível com a lenha. Outro benefício é que a temperatura do forno a GLP é homogênea e assegura uniformidade na distribuição de calor, garantindo padronização das pizzas e reduzindo perdas com queimas na borda.

LEIA MAIS: 5 vantagens comprovadas de ter um forno a gás GLP em sua pizzaria

Sabor garantido

Para o consultor da Ultragaz, a maior vantagem da solução é proporcionar todas essas facilidades e ainda garantir o sabor da pizza, fundamental para fidelizar os clientes do estabelecimento. Um teste cego realizado pelo Instituto Mauá com 118 consumidores comprovou não haver diferença na percepção de aparência, sabor e borda entre as pizzas assadas a gás ou a lenha.

Confira o depoimento da Pizzaria Ferraz, de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, cliente da Solução Fornos de Pizzaria:

Ao instalar a solução, o empresário conta com consultoria da equipe Ultragaz para ajudar na escolha do forno de pizza mais adequado ao perfil do estabelecimento, na adequação de espaço físico e apoio no desenvolvimento do projeto técnico. A empresa também oferece manutenção preventiva, pronto-atendimento e abastecimento programado do GLP na central de gás a granel.

Quer entender como adequar sua pizzaria para instalar a Solução Fornos de Pizzaria? Agende uma conversa gratuita com nossa equipe.