As hamburguerias vêm ganhando importância no mercado de food service e é crescente o número de empreendedores entrando nesse segmento. Entre as razões, estão a facilidade para oferecer os produtos em sistema de delivery e também o fato de o hambúrguer ser um produto de custo mais acessível. Para apoiar quem está investindo ou reestruturando um negócio, listamos cinco dicas para hamburguerias que buscam ter mais lucratividade.

Em geral, quem busca ter melhores resultados atua cortando gastos. Mas as escolhas para melhorar a receita precisam ser bem calculadas. Buscar eficiência na produção e assegurar a qualidade do produto são fatores essenciais para a sobrevivência do negócio em um mercado bastante competitivo.

Com a ajuda da especialista Adriana Furquim, professora de gestão estratégica para negócios de alimentação do Senac e fundadora da Noponto Consultoria Food Service, apresentamos cinco dicas para hamburguerias alcançarem bons resultados. “Ter lucro é consequência de um trabalho bem estruturado”, diz.

A seguir, ela destaca aspectos que vão desde a estruturação do cardápio à montagem da cozinha e escolha dos fornecedores. 

1)    Cardápio

Um cardápio inteligente e versátil é o caminho para atrair clientes e tornar a hamburgueria lucrativa. Adriana Furquim afirma que uma boa base de pão, carne e queijo e o uso de ingredientes de qualidade é o ponto de partida. 

“Um cardápio muito extenso confunde o consumidor, é melhor ser enxuto e flexível. Ter de 8 a 10 opções de sanduíches está de bom tamanho. Dá para buscar diferenciação em temperos e complementos.” Entre as opções, ela sugere ter pelo menos um bom blend de carne e uma alternativa vegetariana ou vegana.

Apostar em entradas, acompanhamentos e sobremesas ajuda a aumentar a margem e abre a possibilidade de trazer identidade à casa. Como a hamburgueria tem um apelo de “comida em grupo”, a sugestão da professora do Senac é opções que atendam toda a família. “Vale ter de miniporções a combos de acompanhamentos. Esses itens ajudam a melhorar a composição do preço final.”

2)    Matéria-prima

Entre as dicas para hamburguerias que buscam aumentar a lucratividade, Adriana ressalta que a escolha das matérias-primas merece atenção especial. “Muitas vezes, os empresários ficam focados em inovar em sabores, mas não se aprofundam na formação de preço. É fundamental conhecer bem seus custos e fazer a ficha técnica.”

Ela chama a atenção para a seleção de fornecedores. Contar com empresas especializadas no mercado de food service garante a qualidade dos produtos e melhores condições de pagamento e entrega.  Para isso, é preciso fazer o controle correto do estoque para evitar reposições de emergência em varejistas ou no açougue do bairro.

3)    Apresentação

A forma como o produto é entregue ao cliente, seja no salão ou por delivery, faz diferença na experiência que ele tem com o produto e com a hamburgueria. Por se tratar de um segmento em que há muita oferta, cada detalhe faz diferença.

“A apresentação proporciona experiência e é um componente importante para a fidelização. E um cliente fiel é um forte aliado da marca”, afirma Adriana.

Então, entre as dicas para hamburguerias, ela recomenda atenção especial às embalagens e utensílios. Mais do que usar itens bonitos, é importante garantir a qualidade, temperatura, sabor e acomodar bem o produto, ajustando para cada tipo e ao tamanho das porções. 

4)    Relacionamento com o cliente

A fundadora da No Ponto Consultoria lembra que o que garante o sucesso de uma hamburgueria é a recompra. Para isso, a comunicação e o relacionamento com o cliente são componentes fundamentais para quem almeja ter um negócio lucrativo. “Não se trata simplesmente de vender, é preciso manter a proximidade, conhecer os hábitos e necessidades do cliente”, destaca. 

Manter um mailing atualizado é a base dessa construção de relacionamento. Ela recomenda ainda fazer pesquisas de satisfação e envolver clientes em testes de novos produtos. Uma opção é enviar itens para degustação. Manter canais bem cuidados nas redes sociais, como o Instagram, e enviar novidades por aplicativos de mensagens no celular também fazem o cliente se lembrar de sua hamburgueria.

5)    Infraestrutura

Entre as dicas para hamburguerias, esta talvez seja a mais importante, mesmo se tratando de um item que ganha pouca atenção dos empresários. A especialista defende que pensar em uma infraestrutura compatível com o tamanho do negócio e que permita sua expansão é uma forma de garantir uma operação eficiente. Por infraestrutura, ela considera espaço físico, layout, equipamentos e utilities, como água, energia elétrica e gás.

“Muitos empreendedores começam em locais pequenos e pouco planejados. Mas os espaços de armazenamento, cocção e expedição da hamburgueria precisam ser funcionais e inteligentes para garantir um bom fluxo de montagem. Isso se reflete no uso dos recursos e na qualidade do produto oferecido”, afirma. 

Adriana reforça que a preocupação com a infraestrutura deve ir além das exigências sanitárias. “Para reduzir custos, muitos negócios começam improvisando, utilizando equipamentos de uso doméstico que não são tão produtivos e às vezes consomem mais energia”, explica. 

Da mesma forma, contar com uma estrutura de abastecimento de gás voltada a estabelecimentos de food service também faz diferença. A Ultragaz foi a primeira empresa a oferecer o sistema de abastecimento de gás GLP a granel. Nesse modelo, é instalada uma central de GLP e o abastecimento dos recipientes é feito de maneira programada pela empresa, sem que o empresário precise se preocupar em solicitar a recarga.

A Ultragaz também oferece soluções que integram essa modalidade de abastecimento à indicação de fornecedores de equipamentos parceiros. Uma das opções é o Ultragaz Churrasco, que pode ser uma boa alternativa para hamburguerias.  

Quer saber mais sobre o abastecimento a granel e conhecer como essa solução pode ser útil para sua hamburgueria? Marque agora mesmo uma conversa com um consultor Ultragaz.