A reabertura dos restaurantes, churrascarias e demais estabelecimentos de alimentação fora do lar irá demandar adaptações e busca por mais eficiência. Para falar sobre mudanças que já estão acontecendo na cozinha e no salão, a Ultragaz promoveu uma live no dia 31 de agosto com André Dias, empresário do segmento e apresentador.

Ele possui dois restaurantes de carnes em Curitiba (PR) e desde 2012 comanda o canal BBQ em Casa no YouTube, com mais de 740 mil inscritos. No bate-papo, contou sua experiência nos dois estabelecimentos que possui, a BBQ em Casa Smokehouse e 1985 Grelhados e Vinhos – este, inaugurado menos de dois meses antes da chegada da pandemia.

Confira aqui a íntegra da conversa.

Quando os restaurantes precisaram fechar as portas para os clientes, a primeira medida foi reforçar o delivery, aderindo a mais aplicativos de entrega na Smokehouse.  No 1985, os serviços de entrega só chegaram nesse momento aplicativos de entrega. Ainda assim, foi necessário enxugar o quadro de funcionários e adotar medidas implementadas pelo governo federal para redução de jornada de trabalho e salários.

Outra ação foi a redução do cardápio, mantendo opções muito pedidas e excluindo itens de pouca demanda. Em paralelo, buscou diversificar os produtos oferecidos para ampliar a clientela. “A gente procurou opções de comidas rápidas, mais baratas e que agradam com facilidade as pessoas”, afirmou.

Pensando nisso, o restaurante de grelhados, que a princípio só trabalhava com cortes grandes de carne, incorporou espetinhos no menu. Já a Smokehouse começou a oferecer também pizza. A oferta de combos e porções coletivas também chegou para atender o novo perfil do consumidor, que está em casa com toda a família.

Outra mudança foi a redução dos estoques. Se antes o pedido feito era suficiente para 15 dias ou um mês, dependendo do produto, as compras passaram a ser semanais.  “A gente começou a comprar sob demanda, repondo os produtos que tiveram saída.” Essa medida teve outro efeito: com o desligamento de algumas geladeiras, os estabelecimentos tiveram diminuição nas contas de energia elétrica.

Eficiência no uso de energético

André Dias é parceiro da Ultragaz na Ultrasolução Churrasco, que consiste no fornecimento de GLP a granel pela Ultragaz e indicação de fornecedores homologados para aquisição da churrasqueira a gás. Ele destacou que o ganho de eficiência é um benefício relevante, especialmente neste momento.

“Trabalhar com carvão tem um custo operacional enorme. Um quilo de carvão gera uma chama boa por 20 ou 30 minutos”, disse. “A ideia é trazer a praticidade para o dono da churrascaria. O estabelecimento ganha velocidade na produção e economia, sem desperdício de energético.” Outra vantagem, segundo ele, é o uso do gás a granel, que tem maior vazão que os botijões tradicionais.

Respondendo questionamentos da audiência, André também destacou que o sabor do alimento não muda e que muitos estabelecimentos reconhecidos pela boa qualidade da carne utilizam churrasqueiras a gás. “Os clientes nem percebem e não sabem porque nunca visitam a cozinha.” Ele mencionou o teste cego feito em parceria com a Ultragaz, em que a maioria dos participantes preferiu carnes feitas em churrasqueira a gás

LEIA NO BLOG: Troca do carvão pelo gás: saiba por que vale a pena

Quer conhecer a Ultrasolução Churrasco e entender como ela pode ajudar na melhoria de eficiência de seu estabelecimento? Marque uma conversa gratuita com um consultor comercial da Ultragaz.