Quando um restaurante leva um prato à mesa ou à casa do cliente, há por trás uma grande engrenagem. Para essa entrega acontecer, os estabelecimentos de alimentação precisam contar com uma série de fornecedores de insumos, produtos e serviços. Então uma etapa fundamental no planejamento de quem está abrindo ou reestruturando um negócio é identificar quais os principais fornecedores para restaurantes e que critérios serão adotados para selecioná-los.

Preços e condições de pagamento são importantes, mas não são os únicos fatores a serem avaliados. Karyna Muniz, especialista em negócios de alimentação do Sebrae, explica que essas condições são diferentes para cada categoria de produto. “Além disso, a chegada da pandemia deu relevância a novos critérios de seleção”, afirma.

Listamos as principais categorias de fornecedores para restaurante e os fatores que precisam ser observados ao fazer a negociação em cada uma delas.

1)    Alimentos e bebidas

Esta é sem dúvida a primeira categoria da lista de fornecedores para restaurantes. Afinal, não há estabelecimento de food service sem comida e bebida. Aqui, os fornecedores dependem muito do tipo de restaurante. Porém, a especialista em negócios de alimentação do Sebrae destaca que quem abre um restaurante precisa ter fluxo de caixa para as primeiras compras.

“É muito desafiador para quem está começando conseguir prazo para efetuar pagamentos. Em geral, grandes fabricantes não negociam com os pequenos estabelecimentos.” Ela diz que muitas vezes a alternativa acaba sendo adquirir grande parte dos produtos nos chamados “atacarejos”, mas ressalta que para isso é necessário ter bom planejamento de compras.

LEIA NO BLOG: Como fazer a gestão do estoque do restaurante

Entre os critérios que devem ser avaliados neste bloco, estão a qualidade dos produtos – diretamente responsável pelo sabor dos pratos – e também o preço e as condições de pagamento. Garantia de entrega e flexibilidade para alteração de volumes adquiridos precisam ser considerados.

“Para muitos insumos, a proximidade do fornecedor é um ponto relevante e que ganhou força na pandemia. Muitas vezes vale a pena utilizar fornecedores do entorno tanto por agilidade quanto para manter a qualidade dos produtos.”

2)    Enxoval, utensílios e uniformes

Comércios e fabricantes de itens de enxoval – como toalhas e guardanapos -, uniformes da equipe e utensílios para a cozinha e para servir também estão entre os fornecedores para restaurantes essenciais para o funcionamento.  Neste bloco de produtos, além da aparência, que deve refletir o estilo do estabelecimento, Karyna recomenda buscar itens com durabilidade.

“Especialmente neste momento em que houve um reforço das assepsias e foi ampliado o uso de produtos abrasivos, esses itens podem sofrer um desgaste em menos de seis meses se não tiverem boa qualidade e haverá a necessidade de reposição.”

Neste bloco, é importante levar em conta também as embalagens utilizadas para serviços de delivery e take away. A escolha deve ser feita para garantir a qualidade e o sabor do alimento após o transporte.

3)    Equipamentos

A abertura de um negócio de food service demanda a aquisição de equipamentos para preparo, conservação e também exposição dos produtos oferecidos. A escolha desses itens tem impacto na qualidade dos pratos e na produtividade do estabelecimento.

LEIA NO BLOG: 10 equipamentos para restaurantes: confira o essencial

A compra desses equipamentos irá consumir boa parte do orçamento disponível para montagem do restaurante e é importante considerar a qualidade dos produtos. Karyna Muniz destaca que garantia e assistência técnica são requisitos muito importantes ao fazer a escolha. Além disso, é importante avaliar eficiência energética e buscar recomendações no mercado.

4)    Energético

Ao selecionar fornecedores para restaurantes, é importante considerar as opções de energéticos para seu mercado de atuação. No caso de equipamentos de grande porte, a escolha do energético deve preceder a compra do equipamento.

É necessário decidir, por exemplo, se o estabelecimento vai utilizar um forno elétrico ou a gás. No caso do gás, utilizado na grande maioria dos estabelecimentos de food service, ainda há a opção entre o gás natural e o GLP.

Ao avaliar esses energéticos, um dos benefícios do GLP é a existência de concorrência, com diversas empresas atuando em todo o país. Confira outras diferenças no material abaixo.

Suporte especializado da empresa prestadora de serviço para a instalação, garantia de entrega e assistência técnica são requisitos a serem considerados ao escolher o fornecedor.

A Ultragaz possui uma equipe de consultores capacitados para orientar todo o processo de instalação de uma central de gás com abastecimento a granel. A empresa pode controlar as datas de entrega para garantir o abastecimento. A empresa oferece ainda assistência técnica 24 horas e possui soluções que garantem mais eficiência operacional para negócios de food service.

Quer conhecer outras vantagens de contar com o GLP e as soluções da Ultragaz em seu estabelecimento? Agende agora uma conversa gratuita com nossa equipe