O controle de custos na pecuária leiteira é a principal ferramenta para garantir mais rentabilidade. Por isso, cada detalhe da produção deve ser pensado para que se consiga o melhor resultado ao custo mais baixo.

Nesse sentido, a demanda de energia elétrica em fazendas de leite é um ponto que sempre merece atenção. Não apenas por causa do custo que representa para a produção, mas também porque muitas vezes pode ser um fator de dor de cabeça em algumas regiões produtoras. Isso acontece devido à qualidade de fornecimento não ser das mais confiáveis, gerando até mesmo prejuízos em algumas situações.

Por isso, trazemos este tema neste artigo. Aqui abordaremos como esse custo pode ser até maior do que se pensa, quais são os principais problemas enfrentados pelos produtores de leite e traremos também sugestões de soluções para reduzir drasticamente o valor dessa conta. Leia a seguir!

O peso da eletricidade nos custos e na rentabilidade da fazenda leiteira

Existem muitos fatores que definem o peso da conta de energia elétrica nos custos de produção. Isso pode variar dependendo de fatores que vão desde a capacidade de produção até a quantidade de processos mecanizados utilizados.

Leia também:
Como aumentar a produtividade em fazendas de leite?
3 dos principais custos da fazenda leiteira e como reduzi-los
Energia solar para fazenda de leite: o que é preciso para implementar?

O maior consumo de eletricidade costuma se concentrar em três momentos estratégicos da produção:

  • Ordenha;
  • Armazenamento;
  • Beneficiamento do leite.

De modo geral, podemos dizer que a energia elétrica gira em torno de 10% dos custos totais. Esse é um percentual que merece atenção, porque o valor que ele representa em relação aos ganhos influencia diretamente na rentabilidade da fazenda.

Os problemas da energia elétrica em fazendas de leite

Os desafios que produtores de leite enfrentam com o fornecimento de energia elétrica afetam sua rentabilidade de forma direta (custo) e indireta (perda de produtividade pela má qualidade do fornecimento). Esses desafios podem ser listados da seguinte forma:

  • Preço da tarifa – embora existam descontos para atividades rurais, os preços praticados pelas empresas que fornecem esse serviço podem ainda ser elevados para a rentabilidade da fazenda;
  • Bandeiras tarifárias – aumentos pontuais ao longo do ano, que algumas vezes duram além do previsto ou são adicionados subitamente diante de alguma justificativa sem que haja uma previsibilidade para o produtor;
  • Aumentos sucessivos – aumentos frequentes que escalam em uma proporção que nem sempre é acompanhada pelos ganhos de quem produz leite;
  • Fornecimento irregular – quedas frequentes no fornecimento e que geram perda de produtividade, perda de produto armazenado, custos elevados com geradores para evitar perdas maiores e até a saúde do rebanho no caso da interrupção da rotina de ordenha das vacas.
Banner Comparativo

Soluções para reduzir custos com eletricidade

Entre as possíveis soluções para que o custo da energia elétrica seja reduzido, há opções que passam pelos cuidados básicos que visam evitar desperdícios e opções que atacam o problema de frente e podem gerar uma redução de até 90% desse custo.

Reduzindo desperdícios

Para uma redução menos drástica do custo com eletricidade, a dica é investir em ações para identificar e eliminar desperdícios. Aqui estão alguns exemplos de onde eles podem ocorrer:

  • Rede de fiação elétrica – se for muito antiga pode apresentar pontos de perda de eficiência e consumo excessivo;
  • Potência das máquinas – é preciso verificar se a potência dos equipamentos está de acordo com a instalação e se estão bem ajustados;
  • Manutenção em dia – equipamentos mecânicos sem manutenção adequada podem gerar um consumo maior do que o normal;
  • Uso adequado – a operação de máquinas também influencia no consumo quando feita de forma a não dar atenção a desperdícios. Aqui vale treinar os funcionários para que possam operar com mais eficiência em relação ao consumo de energia elétrica;
  • Planejamento – estabelecer rotinas que busquem maximizar o aproveitamento da luz natural do sol.

Redução drástica do custo com energia elétrica

Para uma fazenda de leite, a melhor forma de reduzir drasticamente o custo com energia elétrica é investindo em uma solução de energia fotovoltaica, mais conhecida como energia solar.

Quando soluções como essa são aplicadas à unidade produtora de leite, pode-se obter ganhos econômicos que aumentam a cada ano com reduções consideráveis no custo de energia elétrica quando comparado ao modo convencional. Além disso, ganha-se a vantagem de estar aplicando princípios de sustentabilidade na sua produção, um fator que pode ser determinante para fazer parte da cadeia produtiva de grandes corporações nas quais o leite é matéria prima.

Há no mercado opções que vão além da tecnologia de ponta e de fácil instalação, mas que também oferecem formas inovadoras e vantajosas para a aquisição do sistema fotovoltaico. É o caso do Ecofarm, desenvolvido pela Ultragaz, que não apenas oferece sistemas de energia solar customizados, como também oferece condições de pagamento igualmente customizadas de acordo com as características de consumo energético de cada fazenda.

Ao buscar meios de otimizar o uso de energia elétrica em fazendas de leite e de investir em soluções que reduzam drasticamente esse custo, o produtor terá uma economia significativa no seu custo de produção e uma rentabilidade maior.

Pedido de visita